Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Machado de Assis Fantástico

A primeira publicação de Machado de Assis foram os versos de amor “Meu Anjo”, publicados no jornal “A Marmota”. Desde então o mulato de São Cristóvão revelou-se um escritor muito versátil, tendo transitado por diversos movimentos da literatura de sua época e por vários gêneros literários.     Um fato não muito conhecido da obra de Machado de Assis é sua incursão pela ficção científica, quando esse termo nem sequer existia. Esse fato não só atesta a genialidade do maior escritor brasileiro de todos os tempos, o imortal fundador da Academia Brasileira de Letras, como também atesta sua versatilidade. Trata-se do conto “O Imortal”, o qual trata de um homem que se vê incapaz de morrer. Ao ler o conto evocamos figuras disseminadas em nosso mundo de cultura pop atual como o Highlander de Russel Mulcahy ou o Wolverine de Len Wein e John Romita (Marvel Comics). O tema da imortalidade é tão caro à ficção científica que mereceu um verbete na “The Encyclopedia of Science Fiction”

O Extraordinário Domínio Público

A questão dos direitos autorais gerou e continua gerando muitos debates entre escritores, editores, antologistas e leitores. Quando da liberação dos direitos autorais de O Pequeno Príncipe no Brasil, publiquei esse pequeno artigo sobre o assunto no blog Overshock, que agora vejo republicado no blog parceiro Caçuá Literário. Clique aqui para ler o artigo.