Morre Gabriel García Márquez

O nobel de literatura Gabriel García Márquez faleceu esta quinta-feira aos 87 anos na Cidade do México, informou o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, em sua conta no Twitter. 
Sua última aparição em público. Foi tirada em 6 de março de 2014 na porta de sua casa no DF do México. Foto: AFP.

O escritor Gabriel García Márquez, prêmio Nobel de Literatura, morreu nesta quinta-feira (17) aos 87 anos, de acordo com o jornal espanhol El País. O colombiano, que morava no México há anos, havia sido internado para tratar de uma pneumonia.

Mais cedo, uma jornalista próxima à família havia informado a morte do escritor. "Morre Gabriel García Márquez. Mercedes (sua mulher) e seus filhos, Rodrigo e Gonzalo, me autorizam a dar a informação", disse em sua conta no Twitter Fernanda Familiar, que ajudava o escritor na sua relação com a imprensa.

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, também usou a rede social para se manifestar: "Mil anos de solidão e tristeza pela morte do maior colombiano de todos os tempos! Solidariedade e condolências à família".

Nascido em 6 de março de 1927, García Márquez é considerado um dos autores mais importantes da literatura contemporânea. Entre suas obras mais memoráveis estão Notícia de um Sequestro, Crônica de uma Morte Anunciada e o aclamado Cem Anos de Solidão.

García Márquez, que revolucionou as letras hispânicas dando dimensão universal ao realismo mágico, se somou à lista dos latino-americanos premiados com o Nobel de Literatura em 1982, ao lado dos chilenos Gabriela Mistral e Pablo Neruda e do guatemalteco Miguel Angel Asturias. Seus livros forma traduzidos em 30 idiomas e somam 40 milhões de exemplares vendidos.Seus livros forma traduzidos em 30 idiomas e somam 40 milhões de exemplares vendidos.

Ele é um dos literatos mais famosos, prolíficos e queridos da América Latina, que descreveu com uma pluma singular mesclando o cotidiano com o irreal.

Sua obra mais conhecida, Cem Anos de Solidão, publicada em 1967, foi traduzida em dezenas de idiomas e é estudada em diversas universidades do mundo como um dos pilares do realismo mágico.

Seu último livro foi Memórias de Minhas Putas Tristes, escrito em 2004. Após isso, lançou um apanhado de crônicas em Obra Jornalística 5. Em 2009 declarou que havia se aposentado e não tinha mais intenção de escrever livros. Em 2012, notícias dadas por seu irmão, Jaime García Márquez, diziam que o escritor sofria de demência e perda de memória, embora estivesse bem fisicamente.



Ligações externas

El Deber: http://www.eldeber.com.bo/muere-gabriel-garcia-marquez-/140417160539

Gabo e Heleno de Freitas: http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/especiais/heleno-de-freitas/2012/02/12/noticia_heleno_de_freitas,209003/o-craque-que-encantou-de-gabriel-garcia-marquez-a-roberto-drummond.shtml


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O poder de um sonho

Participante 2

Steampunk - Contos do Mundo do Vapor