Pular para o conteúdo principal

645

A luz não podia ultrapassar a barreira do vidro alcançando a liberdade do mundo exterior.

A vida mascarada por uma liberdade de vidro não podia alcançar a luz da barreira negra.

A fúria e o ódio sem limites dos perpetradores do mal era mais pesadas que as bombas zunindo.

A chuva se precipitava sem limites nas cinzas de um mundo que apenas respira na memória.

A luz mascarada pela fúria das bombas dos perpetradores do mal respirava nas cinzas o ódio.

O mundo exterior não podia alcançar a luz mais pesada nas cinzas da fúria mascarada na memória.

A barreira da liberdade de vidro mais pesada que as cinzas do mal respirava um mundo na memória.

A liberdade da luz da chuva de bombas destrói no mundo a vida. Na memória respiram as cinzas.

A falta de liberdade. O peso do ódio. As cinzas da chuva de bombas. A vida que não respira.

A luz. A vida mascarada. As bombas. A chuva. As cinzas. O mundo. A barreira. A liberdade.

A escuridão. A morte estampada. Os destroços. O sangue. A lama. O imundo. A maldade.

Iluntasuna. Heriotza. Suntsitzea. Odola. Lokatzetan. Osasunerako kaltegarria da. Maltzurkeriaz da.



 
Em homenagem aos 645 mortos em uma única noite de terror em Guernica,em 26 de abril de 1937 por aviões alemães no País Basco, durante a guerra civil espanhola.

Esta poesia recebeu menção honrosa da ASES - Associação de Escritores de Bragança Paulista em 2014 e fará parte de uma antologia a ser lançada pela ASES com o apoio da Prefeitura Municipal de Bragança Paulista através de sua Secretaria de Cultura e Turismo (secretário Noieraldo de Souza Camilo) no dia 17 de maio de 2014.














Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha - Sonhos Lúcidos

O livro Sonhos Lúcidos foi lançado no dia 19 de outubro de 2013, durante o Evento Livros em Pauta, na Universidade Estácio, campus Jabaquara. A antologia de contos fantásticos da Andross Editora contou com a participação de Chico Anes, autor de O Sonho de Eva lançado pela editora Novo Conceito, e As Duas Vidas e Meia de Demian Liber (independente),  Laura Elizia Haubert, autora de Calisto, Sohuen e Ode a Nossas Vidas Infames, pela Novo Século, Suzy M. Hekamiah, autora de Código dos Mares: Os Contos do Tempo, pela Editora Literata, e O Pianista, além de dezenas de outros autores.



A antologia tem basicamente o intuito de divulgação de novos autores. Nesse escopo, há 13 autores que estreiam nas páginas desta coletânea da Andross Editora: Alice Rodrigues, Ana F. Cruchello, Antonio Martins Júnior, Carlos Moffatt, Caroline Evans, Garibaldi S. Júnior, Gui Moretti, Jony X, Kleberson Arcanjo, Marcelo Fernandes, Ricardo R. Gitti, Vivi Trichês, Vivian Pitança.



Apesar da temática da antologia, pou…

Links